CHAPADA SOLIDÁRIA
IMG-20200414-WA0013.jpg

O projeto Chapada Solidária pretende desenvolver campanhas de arrecadação de doações em prol da população carente de Alto Paraíso. Uma teia de entidades que reune seus saberes específicos e suas redes de contatos para, de uma maneira orgânica e eficiente, dar respostas rápidas aos desafios que se imponham no decorrer desta crise do COVID-19. Uma destas ações, a distribuição de cestas básicas para a população em situação de vulnerabilidade cadastrada no CRAS. 

Fundação Banco do Brasil também apoiando o Chapada Solidária! 

Foram 800 cestas básicas adquiridas pela FBB. O Chapada Solidária se encarregou de toda a logística de apoio na compra, transporte de Brasília para Alto Paraíso, descarga, armazenagem, montagem, embalagem, etiquetagem, mobilização de voluntários e entrega às famílias selecionadas pelo CRAS, assim então distribuídas: 220 cestas foram para área urbana de Alto Paraíso, 50 para área rural (20 para o assentamento Ezuza e 30 para a Cidade da Fraternidade), 135 para o distrito de São Jorge (Asjor) e 35 cestas para os guias sem renda (Servitur). Para a cidade de Colinas foram 230 cestas, Nova Roma com 50, Cavalcante (território Kalunga do Vão das Almas) com 50 e Teresina de Goias recebeu 30 cestas. Também  recebemos doação de 100 cestas da Rede Contra o Fogo e 60 do Cestas Solidárias, todas já distribuídas, conforme abaixo detalhado.

 

No momento mais 400 cestas estão sendo preparadas para nova remessa de entregas, totalizando assim 1.360 famílias assistidas!

JUSTIFICATIVA

 

Neste contexto de pandemia do Corona vírus, a sociedade civil em Alto Paraíso de Goiás já vem se mobilizando para ajudar as famílias que estão tendo dificuldades na compra de itens básicos de sobrevivência, como alimentos. Para além do desafio de saúde pública, esta pandemia coloca o desafio da sobrevivência de muitas famílias que já tiveram suas rendas diminuídas desde o início das medidas preventivas do alastramento do vírus. Além da preocupação com a Segurança Alimentar das Famílias, o que também causa muita preocupação é o estado de caos social que se instaurará caso nada seja feito para minimizar esta situação de escassez. Como se sabe, uma das manifestações do caos em tempos de escassez é o aumento da violência, o que já vem sendo um crescente tema de preocupação para os moradores de Alto Paraíso.  A Cesta Solidária é uma ótima iniciativa de distribuição de cestas básicas pagas com dinheiro de doações de pessoas físicas que se sentem sensibilizadas com a questão da segurança alimentar. No entanto, a escala do problema é muito mais ampla. Estima-se que 500 famílias (2.500 pessoas) precisarão de apoio para comprar alimento em Alto Paraíso (este número está sendo afinado pelo CRAS). Nas próximas semanas, muitas mais famílias precisarão urgentemente de apoio e apenas o sistema de Cestas Solidárias não dará conta da dimensão do problema.   Pensando na escala, tanto em números absolutos de famílias, quanto em tempo, que pode durar meses, um grupo de entidades, que inclui os organizadores da Cesta Solidária, começou a se mobilizar para construir uma Frente de Ação Popular que consiga atuar à altura deste desafio. Por ora este coletivo autodenomina-se CHAPADA SOLIDÁRIA. Somando esforços de várias entidades, e já não apenas iniciativas individuais, pretende-se operar de uma maneira mais articulada, organizada, ampla e transparente.  

COMO VOCÊ PODE CONTRIBUIR

Você pode contribuir com uma doação em

dinheiro ou em alimentos.
 

Sua doação, seja qual for o valor ou quantidade, 

será muito bem vinda! ​

Para maiores informações, entre em contato:

Dados para doações

  • Instituto Caminho do Meio Alto Paraíso

  • CNPJ 19.332.422/0001-92

  • Banco do Brasil, Agência 4546-2, Poupança 11744-7, Variação 51

  • Para doações via cartão de crédito ou boletos

Aqui o registro de sucesso de uma de nossas ações

Essa ação de distribuição de alimentos em cestas básicas é resultado da união de muitas mãos e corações voluntários. Uma iniciativa da sociedade civil, unindo esforços e recursos de várias instituições para a organização, montagem e distribuição das cestas. A Rede Contra Fogo fez uma primeira doação de 100 cestas, contando com o apoio do ICMBio, da ASJOR e da Rede de Integração Verde na logística e transporte, sempre prezando pelos protocolos de higienização adequados ao COVID-19. Contamos com o apoio do CRAS, da Sec. da Rede de Proteção Social e de outro movimento popular importante, o Cesta Solidária, para a correta destinação desses alimentos para as famílias mais necessitadas. Nada disso seria possível sem a força dos agricultores locais que estão trabalhando muito para atender a todos que necessitam e ao envolvimento da comunidade paraisense com toda sua solidariedade. Nessa mesma rede, além das entidades já citadas estão ainda articulados o Instituto Biorregional do Cerrado, a SERVITUR e o Instituto Caminho do Meio.

Essa é a primeira de outras ações que, juntos queremos realizar!

Você é importante! Cada um de nós é muito importante, pois todos somos parte da Comunidade de Alto Paraíso de Goiás e juntos conseguiremos passar por esse difícil e desafiador momento. Todos estamos sendo impactados, mas essa é também uma oportunidade de nos cuidarmos, cuidar uns dos outros, com carinho, respeito, compartilhando o que podemos e co-criando uma sociedade mais humana e amorosa. Se você tiver vontade e disponibilidade, para entrar nesse movimento entre em contato conosco!

Juntos podemos mais!

OBJETIVO DO PROJETO

 

O objetivo do projeto é criar uma rede de entidades que reúnam seus saberes específicos e suas redes de contatos para, de uma maneira orgânica e eficiente, dar respostas rápidas aos desafios que se imponham no decorrer desta crise. Para enfrentar esta questão da segurança alimentar, está prevista, como ação imediata, a distribuição de cestas básicas para a população em situação de vulnerabilidade cadastrada no CRAS.  O projeto pretende desenvolver campanhas de arrecadação de doações para em seguida promovermos a distribuição para a população, sempre em parceria com a equipe do poder público. 

PÚBLICO BENEFICIADO

 

A princípio estima-se que existam no município de Alto Paraíso por volta de 500 famílias em situação de vulnerabilidade, o que representa em torno de 2.500 pessoas. No entanto, a lista de beneficiários está sendo construída pela equipe do CRAS através de suas metodologias próprias de caracterização da população.  

 

 

Que todos nós desenvolvamos formas de verdadeiramente beneficiar os outros seres.

Que todos nós encontremos nisso nossa fonte de alegria e energia.


 
DESCRIÇÃO DA AÇÃO OU METODOLOGIA

 

A formação desta Frente Popular segue a metodologia de Sistema de Comando de Incidentes, que é uma ferramenta de gerenciamento de ações utilizadas pelo Corpo de Bombeiros ou pela Defesa Civil em casos de catástrofes. Neste método, a divisão de tarefas prevê módulos de responsabilidades (planejamento, operações, logística e administração & finanças), de maneira que cada grupo atue eficientemente mas de maneira coordenada segundo um Plano de Ação determinado.  O Instituto Caminho do Meio participa deste coletivo assumindo a responsabilidade específica de Gestão Financeira e Prestação de Contas do projeto. 
  

IMPACTO

 

Minimizar a situação de escassez generalizada causada pelas medidas de contenção do alastramento do vírus, contribuindo para a segurança alimentar das famílias mais vulneráveis de Alto Paraíso de Goiás.  
 

PARCERIAS E INTERFACES

 

Esta Rede de Ação Popular é formada por várias entidades consolidadas e muito ativas no município como a Associação de Moradores de São Jorge; Associação Veadeiros; Associação Amigos do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros; Instituto Biorregional do Cerrado; Rede Contra Fogo; Rede de Integração Verde e Servidores de Turismo. Organizações parceiras como a Cesta Solidária e Cooper Frutos. Apoio ainda da Ideal Projeto; Eco Nois; Fórum Cidadão; Mandato Coletivo; e Meninas de Luz. Contamos  também com a participação do Poder Público através do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da Prefeitura Municipal; o próprio Gabinete do Prefeito; e diversos atores da iniciativa privada que colaboram com suas estruturas físicas, como por exemplo a empresa Bioporã, que empresta seu galpão para armazenamento das cestas, além de doações em dinheiro, produtos ou serviços.  

O Instituto Caminho do Meio Alto Paraíso

agradece sua colaboração.

Que todos possam participar e

que muitos seres possam ser beneficiados!