1513257_314299005361276_659949144_n.jpeg

AGRICULTURA SINTRÓPICA

O Instituto Caminho do Meio Alto Paraíso também realiza workshops de Agricultura Sintrópica. O projeto surgiu da necessidade de divulgar para a população esse sistema de produção que, ao mesmo tempo que produz alimentos saudáveis e de alto valor biológico, também revegeta áreas que foram degradadas, por vezes trazendo de volta águas de cursos de rio e nascentes que haviam sido perdidas, um instrumento necessário para o desenvolvimento sustentável da nossa sociedade.

A agricultura sintrópica é uma prática produtiva fácil de ser aplicada, possui custo baixíssimo e pela sua preocupação com a qualidade do meio ambiente é adequada para o entorno do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, local em que o CEPEAS se encontra. A proposta do CEPEAS é oferecer um meio de produção de alimentos que seja aliado a consciência ambiental e proteção dos recursos naturais, não sendo necessário o uso de defensivos químicos ou agrotóxicos.

O CEPEAS (Centro de Pesquisa em Agricultura Sintrópica) em parceria com o Instituto Caminho do Meio de Alto Paraíso, desenvolve projetos de Agricultura Sintrópica dentro da Aldeia. São realizados workshops para capacitação em Agricultura Sintrópica de técnicos do ICMBio; agricultores residentes no entorno de Unidades de Conservação; ribeirinhos; comunidades que vivem dentro de Reservas Extrativistas, Florestas Nacionais e de Áreas de Proteção Ambiental; estudantes universitários das mais variadas áreas afins, técnicos; extensionistas; e do público em geral.

logo cepeas.png

Visando melhor receber os participantes dos cursos realizados, o Instituto Caminho do Meio Alto Paraíso, em 2017 viabilizou a construção de um alojamento e nos últimos anos, através de  iniciativa que precede a formalização de acordo de cooperação com o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi possível capacitar cerca de 300 participantes, com o apoio de Ernst Götsch, criador desta tecnologia.

e0132aa1-a9f0-40ec-89c3-e6a9b24cda57.jpg

NOSSO HISTÓRICO

2016

CURSOS

Dois cursos realizados nos meses de agosto e novembro, capacitando, respectivamente, 23 e 20 participantes

2017

CURSOS

Dois cursos realizados em novembro. O primeiro capacitou 52 participantes e o segundo 15. Neste, por quatro dias, o curso foi ministrado por Ernst Götsch – conceituado agricultor e pesquisador suíço, criador do conjunto de princípios e técnicas que compõem a Agricultura Sintrópica.

2018

CURSOS

Realização de três cursos, meses de fevereiro, julho e agosto, capacitando, respectivamente, 60, 25 e 31 participantes.  Ainda neste ano, no mês de abril, merece destaque a implantação e manutenção de campos demonstrativos de sistemas agroflorestais na sede do ICMAP, mediante a atuação de 10 (dez) voluntários.

2019

CURSOS

Realização de um curso em abril para 10 colaboradores do Instituto Nova Era com orientação de Fernando Rebello. Cursos com Ernst Götsch em maio, novembro e dezembro, para 65, 68 e 50 pessoas respectivamente. Apoio da brigada do Parque Nacional através do acordo de cooperação firmado entre ICMAP e ICMBio. Houve o plantio de experimentos com capim e hortaliças, capim e grãos de milho, trigo e aveia e o capim semeado junto com grãos ou hortaliças trouxe resultados promissores. Foi desenvolvido um protótipo para plantio mecanizado de grãos com capim que está sendo testado pelo CEPEAS.

2020

CURSOS

Em função da Pandemia do COVID-19 nossas atividades em campo ficaram bastante prejudicadas, mas conseguimos manter algumas delas. Destaques de 2020: 1) treinamento de 8 trabalhadores da fazenda Terra Booma na região do Moinho (nossa vizinha aqui na Chapada) a qual trabalha exclusivamente com agroflorestas, cujo treinamento consiste em visitas semanais para realização de atividades com os trabalhadores que fazem a implantação e manutenção das agroflorestas; 2) realizamos também a inscrição do ICMAP no edital do Prêmio de Sustentabilidade dos Emirados Árabes  na categoria água e alimentação; 3) tivemos o convite do Instituto Fraunhofer da Alemanha para realização de parceria com o objetivo de desenvolver máquinas para a agricultura sintrópica; 4) criação de um projeto em conjunto com o Instituto  Nova Era de São Paulo para o estabelecimento de  CEPEAS em cada bioma do Brasil; e 5) a implantação e manutenção de campos experimentais na sede do ICMAP.

Contate-nos

Obrigado pelo envio!